Pássaros Feridos
Tag "Série documentário"

Assistidos recentes #1

Assistidos Recentes #1

– Foto por Jakob Owens

Ultimamente tenho assistido tantas coisas que, se fosse fazer post dedicado para cada um deles, nunca mais eu teria posts em dia, hahah. Consequentemente acabaria esquecendo de muitos detalhes, já que esqueço até o que comi no jantar (mesmo tendo acabado de jantar). No fim deixaria os posts para lá e vocês acabariam sem ter novas recomendações, tanto de coisas para assistir, quanto coisas pra passar beeem longe. Então achei que seria legal fazer posts periódicos — sem tempo definido — pra reunir minha watchlist de assistidos recentes. Então vamos pra primeira lista!

1. Corra! (Get Out, 2017)


Nota: 5 Stars (5 / 5) +

Pra mim esse foi o melhor thriller que vi desde que saiu Garota Exemplar (2014), que é um dos meus filmes favoritos. Esse filme é bem diferente de tudo que já vi. É sobre um casal interracial, Chris (que é negro) e namora Rose (que tem família caucasiana). Em um feriado o casal resolve viajar pra casa da família da garota, e lá ele conhece os parentes dela pela primeira vez. Tudo parece ok até Chris notar que a família de Rose possui uma proximidade incomum com outros negros. E a explicação pra tudo isso é bem bizarra. Então é claro que adorei, né gente?

2. American Gods (2017 –)


Nota: 4 Stars (4 / 5)

American Gods é uma série baseada no livro homônimo de Neil Gaiman, que está sendo produzida pela Starz. Não tive a oportunidade de ler a obra ainda, mas como meu namorado (que já conhecia a história) começou a ver, resolvi assistir junto. E olha, se você não tiver lido e quiser acompanhar a série, já adianto que vai entender vários nada, hahah. Assistindo eu boiei horrores, então precisei ficar o tempo todo perguntando pro meu namorado o que diabos estava acontecendo. E mesmo assim a série parece muito boa e com potencial muito grande. A fotografia e os efeitos especial são muito bons (mesmo!). Demora um pouco pra pegar a coisa, mas quando você tiver visto mais episódios, vai melhorando. Mas se ler o livro ajuda muito. Se quiser ler a sinopse do livro pra tentar entender a série, clique aqui.

3. The Handmaid's Tale (2017 –)


Nota: 5 Stars (5 / 5) +

Essa série (que é produzida pela Hulu) atualmente está sendo o melhor lançamento de 2017, na minha humilde opinião. A série é baseada num livro da Margaret Atwood (O Conto da Aia), que narra um cenário distópico. Depois da sociedade ser exposta a muita radiação e poluentes, cada vez mais pessoas começaram a ficar estéreis. E isso gerou uma crise que mudou totalmente a organização da sociedade, que anteriormente era como os dias de hoje. É tudo muito complexo, mas a parte mais importante é que, as poucas mulheres férteis que existem precisam procriar para gerar filhos para famílias ricas, compostas de homens de poder e que são casados com esposas estéreis. Quero fazer um post mais completo sobre essa série, porque tem muitos assuntos abordados: feminismo, estupro, religião… É um pratão cheio. Eu amei que tem a Rory Gilmore no elenco (vulgo a atriz Alexis Bledel, hahah), e a atriz principal, Elizabeth Moss, atua e interpreta o papel muito bem. Quero ler logo o livro, que aliás, acabou de ser reimpresso com nova edição pela Rocco.

4. The Keepers (2017 –)


Nota: 5 Stars (5 / 5) +

Outra série muito polêmica, só que essa tem um esquema um pouco diferente. The Keepers é uma série nova (produzida pela Netflix) baseada em fatos reais. É um documentário dividido em episódios, lembra muito Making a Murderer. Conta sobre o assassinato da irmã Cathy Cesnik, que permanecia sem solução por quase 50 anos. Ela era professora junto com outras freiras numa escola católica, que tinha um padre como diretor. Conforme vai avançando os episódios, vamos descobrindo cada vez mais podres, e o que era aparentemente "só" um assassinato acabou encobrindo coisas como abuso sexual de menores e membros do clero pedófilos. Essa série é muito pesada e requer cuidado ao assistir, pois há depoimentos de mulheres estupradas, coisa que pode ser gatilho para algumas pessoas. Não é aquela série que dá pra ver tudo de uma vez, mesmo não tendo cenas fortes. Inclusive eu mesma tive que dar pausas algumas vezes, mesmo tendo uma boa tolerância com esses assuntos mais polêmicos. Mas quem gosta de investigação criminal vai gostar bastante também.

5. Beware the Slenderman (2016)


Nota: 4 Stars (4 / 5)

Esse é um documentário produzido em 2016 que foi estreado no canal da HBO esse ano. Conta sobre um caso "muito Black Mirror" onde duas crianças, Morgan e Anissa, matam com 19 facadas uma amiguinha da escola por conta de uma lenda urbana de internet – o famoso Slenderman. Sim, esse mesmo que você está pensando: o bicho sem rosto alto branco de terno, do Creepypasta. Bizarro e um tanto quanto curioso, né? O que gostei nesse documentário é que além de apresentar os fatos, acaba tendo uma crítica sobre até que ponto devemos deixar crianças livres na internet, pois a gente descobre que elas não são diagnosticadas com psicopatia, de fato. Esse caso é de 2014 e elas serão julgadas esse ano ainda. E pasmem, foi decidido que elas serão julgadas como adultas, mesmo tendo 15 anos (12 na época do crime).

6. A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell (Ghost in the Shell, 2017)


Nota: 3.5 Stars (3.5 / 5)

Esse é um live action baseado no mangá e anime japonês, que não pude conferir antes de ver o filme. É sobre uma era onde tudo é altamente tecnológico, e até pessoas podem ter implementações robóticas. Também começam a surgir ciborgues, como a protagonista Motoko Kusanagi. Ela era uma humana que sofreu um acidente grave e teve seu cérebro implementado num robô, mas que depois da transformação não tem memórias do passado e trabalha combatendo crimes cibernéticos. Bom, sinceramente eu achei o filme bem regular, e o que realmente salva são os efeitos especiais. Também acho muito problemático dar um papel de uma personagem supostamente asiática para uma atriz branca. O chamado whitewashing. Ok, o diretor do filme original disse que não, pois Motoko é uma ciborgue, e é apenas o corpo que ela assume. Mas pra quê fazer isso se já quase não tem espaço para asiáticos nos cinema em Hollywood não é? (vide yellowface em Bonequinha de Luxo). Pelo menos eu não achei a atuação da Scarlett Johansson tão ruim quanto foi nos últimos filmes que vi dela, inclusive Lucy, que acho similar.

Como vocês podem ver, só teve coisa polêmica né? Espero que mês que vem eu possa trazer indicações mais "acessíveis" para outras pessoas hahah. Mas juro pra vocês, as indicações são realmente boas e vale a pena o tempo investido.

Assistidos recentes #2
5 motivos para assistir a série The Handmaid's Tale
Cinema: o que achei de La La Land?