Pássaros Feridos

Assistidos recentes #2

Assistidos recentes #2

Faz um pouco mais de um mês desde que resolvi trazer posts periódicos sobre coisas que assisti recentemente, com indicações do quê assistir e coisas pra passar bem longe, hahah. A princípio não haveria uma periodicidade fixa, pois não queria lotar de indicações ou escrever posts muito curtos. Mas dessa vez eu descuidei um pouco achando que seriam poucos itens, e no fim acabei percebendo que esse post terminaria com muitas indicações. Então senta que lá vem!

Mulher Maravilha (Wonder Woman, 2017)


Nota: 5 Stars (5 / 5) +

Gente, mas o que dizer desse filme? Superou totalmente minhas expectativas, principalmente porque são poucos filmes da DC que eu realmente gosto. E não, não sou fangirl da Marvel. Até quis fazer um post dedicado só pra ele, mas eu vi tantos outros posts com colocações maravilhosas na internet (link com spoilers), que até murchei, hahah. Vi muitas polêmicas envolvendo o filme, e não só com o famigerado machismo, mas feministas também. Eu acredito que Mulher Maravilha é um filme democrático, que agrada tanto público masculino quanto o feminino. Não é um filme sobre o feminismo propriamente, afinal é uma personagem heroína criada por homens quadrinhos (composta por majoritariamente por homens). Mas o filme é dirigido por uma mulher, e fala sobre mulheres fortes. É sobre finalmente estarmos sendo representadas por mulheres independentes, e não como pedaços de isca, garotas loucas ou donzelas em perigo. Coisas que já estávamos cansadas de ver. Eu vejo como um grande passo subverter pensamentos conscientes e inconscientes que a sociedade historicamente patriarcal nos deixou de herança. Claro, quem ainda não viu, corre pra ver já!

Power Rangers (2017)


Nota: 3 Stars (3 / 5)

Power Rangers foi um dos filmes que vi e não recomendo, infelizmente. Confesso, tenho certo receio de coisas da minha infância que voltam a ser lançados agora que já estou adulta, pois não há muitas experiências boas (ex: Tartarugas Ninja). Acredito que o filme seja voltado para a geração dos anos 90, já que as próximas gerações não devem ter acompanhado tanto com outros desenhos mais em alta. Mas acho que é uma boa indicação para as crianças dessa geração (fica a dica de filme para ver com os sobrinhos). Eu não gostei porque achei mais infantil do que a minha visão de normalidade. Não gostei da vilã. Achei as armaduras legais, mas o capacete muito esquisito (não sei por que mas me lembra formigas? Hahah). Mas não é inteiramente ruim. Gostei das escolhas para os atores dos Rangers.

Fica Comigo (You Get Me, 2017)


Nota: 3.5 Stars (3.5 / 5)

Fica Comigo é um thriller original da Netflix, que foi lançado no fim do mês passado. Conta a história de Tyler, que tem o relacionamento perfeito e a namorada perfeita, a Ali. Mas que após uma briga e término, Tyler acaba na cama com Holly por uma noite, uma garota que não é da cidade. Depois, Ali e Tyler reatam namoro, e ele não conta sobre o acontecido da noite da briga. E no mesmo dia acaba descobrindo que Holly se matriculou na mesma escola deles. Daí ela não dá mais paz para o garoto. O que me chamou a atenção para esse filme foi a Bella Thorne, que interpreta a Holly, e também porque amo thrillers. Não achei ruim, mas também não é maravilhoso simplesmente pelo fato de não ser uma história inovadora. Se você ficar tentando deduzir o enredo, tenho certeza que você vai acertar inteirinho. Mas pra mim foi um passatempo regular. Às vezes eu gosto de apreciar um filme meio trash, hahah. Não só de filmes indicados ao Oscar vive Cristiane né?

Meu Malvado Favorito 3 (Despicable Me 3, 2017)


Nota: 4 Stars (4 / 5)

Existe atualmente franquia mais fofa que Meu Malvado Favorito? Creio que não! Nessa terceira aventura Gru e sua família entram na aventura de capturar um vilão da TV hype dos anos 80 que caiu no esquecimento, o Balthazar Bratt. Ao mesmo tempo, Gru acaba reencontrando sua família de sangue. Acho que dos 3 filmes da série, esse é o pior, mas consegue arrancar umas risadas e "own"s de fofura ❤. Só não é pior que o filme dos Minions, o qual eu até acabei dormindo na sala do cinema (sério). Vale a pena assistir!

A 5ª Onda (The 5th Wave, 2016)


Nota: 4 Stars (4 / 5)

Antes de sair o filme eu sempre tive vontade de ler o livro homônimo, mas enrolei tanto quanto para ver o filme, que foi lançado em 2016. O filme conta sobre uma série de ataques alienígenas no planeta, ameaçando a raça humana. Nesse contexto, Cassie (Chloë Moretz) acaba separada de sua família, e sua missão é sobreviver nesse mundo apocalíptico e encontrar seu irmão antes da quinta onda. Esse não é um filme muito bem avaliado, mas que eu gostei e que indico pra quem não criar muita expectativa. Achei um filme equilibrado, que entrega ficção científica, romance e ação na medida. Depois de ver o filme fiquei com mais vontade de ler o livro, e lembrei que ele tinha uma boa avaliação no Skoob. Espero ler logo pra trazer uma resenha pra vocês!

The Mist (2017 –)


Nota: 4.5 Stars (4.5 / 5)

The Mist é uma série baseada num conto homônimo do Stephen King, transmitido pela emissora Spike nos EUA. Estava muito ansiosa para conferir essa série, justamente por ser uma adaptação de uma obra do rei do terror. Trata-se de uma névoa que acaba cobrindo lentamente a cidade de Bridgton, no Maine. E quando você é exposto à essa névoa fica sujeito à forças ou monstros que atacam e matam qualquer ser vivo. Eu estou gostando bastante, e atualmente já saíram 4 episódios. Minha única crítica são os efeitos especiais, que doem de tão mal feitas, hahahah. Mas vale a pena assistir, principalmente se você gosta de terror/suspense.

Gypsy (2017 –)


Nota: 3.5 Stars (3.5 / 5)

Gypsy é uma série original da Netflix que foi lançada no último dia do mês passado. Conta sobre uma psicóloga, Jean Holloway (Naomi Watts), que possui uma família e carreira perfeitos, que passa a desenvolver relações arriscadas com pessoas próximas dos seus pacientes. Como se fosse uma stalker. Estava aguardando demais por essa série, até porque a atriz principal é ótima, mas quando saiu e pude correr pra ver, acabei decepcionada. Gypsy foi divulgada como um thriller psicológico (que eu amo), porém está muito mais para um drama meia boca. Tinha tudo pra ser uma ótima série, pois a premissa é muito boa! A decepção foi tão forte que ainda não consegui terminar. Na verdade mesmo eu nem queria, mas acho que vou fazer um esforço porque são poucos episódios e não falta muito para terminar. Porém, se você for assistir já sabendo que não é um thriller, talvez tenha uma experiência diferente da minha!

Pretty Little Liars (2010 — 2017)


Nota: 3.5 Stars (3.5 / 5)

E finalmente a série de suspense teen que teve 7 temporadas chegou ao seu fim. Confesso, colocar os episódios em dia foi bem difícil, porque a segunda metade da última temporada estava bem arrastada. E quando finalmente chegou o último episódio e achei que iria ficar surpresa num bom sentido: fui iludida. Não quero dar spoilers, mas eu não acredito que fizeram todos esses anos de produção para ter esse desfecho. Tem sim um certo planejamento para que as conexões façam sentido (por esse motivo acaba sendo menos pior que Gossip Girl, por exemplo), mas pensa num final clichê? E o cliffhanger do final que dá margem para mais um spin off (que eu tenho certeza que vão explorar por motivos de: $$$)? Não foi tão previsível porque já tivemos revelações surpreendentes no meio de PLL, mas a desculpa final decepcionou demais, pois é uma pauta já explorada anteriormente na série. Se você já estava quase terminando, vale a pena terminar e pagar pra ver. Mas se tiver atrasado(a), nem perca seu tempo.

E vocês, assistiram algo da minha lista? Também aceito indicações ❤

5 motivos para assistir a série The Handmaid's Tale
Assistidos recentes #1
Cinema: o que achei de La La Land?

1 comentário
  • Jaqueline

    Estou super curiosa pra ver Power Rangers e a série Gypsy.

    Responder